Vereador Manoel da Paz solicita que Prefeito envie para câmara Lei que reajusta o salário dos Servidores Efetivos, junto com impacto financeiro para reajuste dos subsídios do Prefeito, Vice Prefeito e Secretários


Vereador propõem equidade nos reajustes de salários no município

22/11/2023 ·

//

Na última sessão, a Indicação nº 079/2023 do Vereador Manoel da Paz (PODE) foi discutida e aprovada por unanimidade. O pedido direcionado ao Prefeito Municipal Valdir Sartor e ao Secretário de Administração e Finanças Jean Carlos Silva Gomes busca não apenas o reajuste dos subsídios do alto escalão do governo municipal, mas também um aumento correspondente para os servidores efetivos do Município. Vereador Manoel enfatizou a necessidade de transparência nos números e apontou a preocupação com o limite de gastos com o pessoal civil, citando a resposta do prefeito sobre o teto orçamentário já atingido. Ele questionou se esse limite afetaria os reajustes pretendidos e expressou a expectativa por uma resposta séria e condizente com o que foi debatido anteriormente. “Quero saber qual que vai ser a resposta do prefeito a essa indicação, se vai ter limite para aumentar o salário do prefeito e dos secretários. E se tem, atenda também o servidor efetivo, porque o prefeito, em várias reuniões, falou que mandaria um projeto de lei aqui para reajustar os salários dos nossos servidores efetivos. Vamos ver qual a resposta que vai vir. Porque se vir uma resposta diferente do Ministério Público, diferente daquela que foi dito lá na reunião com o prefeito, nós vamos ter que apelidar o prefeito aqui de ‘Pinóquio’”, destacou o parlamentar. Outros vereadores, como Edmilson e Flávio Henrique, endossaram a iniciativa de Manoel. Edmilson condicionou seu voto ao anexo do aumento para os funcionários concursados, enquanto Flávio Henrique salientou a importância de equilibrar os reajustes, recusando-se a apoiar aumentos apenas para o primeiro escalão do governo sem considerar os servidores de base, que muitas vezes enfrentam condições adversas. O debate ressaltou a necessidade de uma abordagem equitativa nos reajustes salariais, priorizando não apenas os cargos de alta hierarquia, mas também os funcionários que desempenham funções fundamentais no serviço público municipal. A expectativa agora recai sobre a resposta do prefeito em relação a essa indicação, uma vez que a câmara se mostrou unida na busca por equidade nos aumentos salariais.